Silvicultura

Se é importante para o Brasil, e para o mundo, preservar o meio ambiente, o mesmo se pode dizer quanto à economia nacional, basicamente fundamentada no agronegócio. Por agronegócio entende-se agricultura, pecuária e também silvicultura. Esta, necessária para tantos segmentos de mercado quanto as outras duas, com a vantagem de ser ambiental e economicamente sustentável.

O segmento madeireiro do agronegócio, ultimamente vem registrando agilidade nos mercados interno e externo, avançando cada vez mais na agregação de valores, na cadeia produtiva. O suprimento dessa demanda, tem se fortalecido na madeira oriunda de florestas plantadas, quase totalmente de Pinus spp e Eucalyptus spp. Com o aumento da procura, resultante das expansões verificadas no parque fabril, e, por outro lado, com a redução da oferta, pelo escasseamento das florestas não verticalizadas, ou seja, não comprometidas com as fábricas que detêm sua posse, os preços de madeira quadruplicaram nos últimos quatro anos. A tendência de alta prevalece segundo a SBS – SOCIEDADE BRASILEIRA DE SILVICULTURA. A madeira de plantações de rápido crescimento tem assumido  importante função de conservação ambiental, substituindo as florestas velhas. Nos últimos 90 anos a população mundial aumentou quase 4 vezes, e o consumo de papel, 17 vezes. O consumo de madeira grossa, que perfazia, há 60 anos, uma proporção de 4:1 em relação à madeira fina, hoje é de 2:1.     

O cenário descrito passou a despertar, também nos investidores de outras atividades da economia, o interesse por uma nova oportunidade para seus capitais. Veio contribuir diretamente para tal realidade, o fantástico avanço da Ciência Florestal brasileira, maximizando a produtividade e a qualidade da madeira, mantendo-se o mesmo patamar de investimento inicial para implantação da floresta, principalmente no gênero Eucalyptus.

É fundamental a diferenciação entre florestas formadas ou preservadas para fins ecológicos, normalmente constituídas de essências nativas, e as florestas produtivas. Estas, embora prestem enorme contribuição ao meio ambiente, estão direcionadas para a produção de madeira ou produtos não madeiráveis, tais como óleos essenciais, resinas, ecoturismo, etc. O cultivo de floresta da Dallari Agronegócios obedece as normas rígidas estabelecidas pelas autoridades ambientais, relacionadas aos cuidados com as nascentes e bacias hidrográficas, matas nativas e corredores para a fauna .  

Rio de Janeiro

Rua Romano Dallari, 115
Mesquita - RJ - CEP 26550-790
(21) 2796.3120

Escritório Central

Rua Gildásio Amado, 55 - grupo 512 e 513
Ed. Centro da Barra
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
CEP 22631-020
(21) 2493.6895 | 2493.8056

Mato Grosso do Sul

Fazenda Escalada | Estrada do Piquiri Km 25
Pedro Gomes - MS | cep: 79410-000

Fazenda Escalada ll | Estrada do Piquiri Km 30
Pedro Gomes - MS | cep: 79410-000

Fazenda São Luiz | Estrada do Piquiri Km 34
Pedro Gomes - MS | cep: 79410-000

(67) 3230-1368 | (67) 9963-5627

 

Fazenda Alavanca | BR 267 Km - 241
Nova Alvorada do Sul - MS | cep: 79140-000

Fazenda Nossa Senhora Aparecida | BR 267 - Km 218
Nova Alvorada do Sul - MS | cep: 79140-000

© 2010 Todos os direitos reservados à Administradora Dallari Agronegócios LTDA |